19 Set 2016, 00:00 h

Alagoas é 7º lugar em alunos aprovados na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas

Por: Ana Paula Lins

 

Alagoas ficou em sétimo lugar a nível nacional e em quarto lugar no Nordeste no quantitativo de alunos classificados para a segunda fase da Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP). As provas da primeira fase aconteceram em 24 de agosto e, ao todo, 254 alunos passaram para a segunda etapa da competição, cujas provas serão aplicadas em 8 de novembro em todo o Brasil.

O primeiro lugar da lista coube ao estado de São Paulo, com 962 classificados, seguido por Minas Gerais, com 899; Ceará, com 590; Pernambuco, com 391; Bahia, com 294 e Rio de Janeiro, com 283. Dos 254 alagoanos aprovados para a segunda etapa da olimpíada, 202 são da rede estadual, 38 da rede federal e 14 das redes municipais.

Dentre as unidades de ensino da rede estadual com maior número de estudantes aprovados para a próxima etapa, estão as escolas Professor José Felix de Carvalho, em São Sebastião, com 26 alunos classificados; Maria de Lourdes Santos da Silva, em Batalha, com 24 alunos; Jorge de Lima (União dos Palmares), Paulo de Castro Sarmento (União dos Palmares)  e Santos Dumont (Rio Largo),  todas estas com 10 alunos classificados.

Empatadas com 9 estudantes aprovados cada uma, estão as escolas Graciliano Ramos (Palmeira dos Índios), Moreira e Silva (Maceió) e Oliveira Silva (Pilar). O Centro de Educação de Jovens e Adultos Paulo Freire (CEJA), em Maceió, e a Escola Lima Castro, em Coruripe, possuem, cada uma, 8 alunos classificados.

Segunda fase

Na segunda fase, as provas da OBFEP terão questões discursivas e experimentos práticos. Para auxiliar os alunos a se prepararem para os testes, o Centro de Ciência e Tecnologia (Cecite) promoverá uma série de oficinas de experimentos. “Divulgaremos o calendários destas oficinas ainda este mês”, adianta Ronaldo Cristiano, responsável pela coordenação da olimpíada na Seduc

Uma parceria da Sociedade Brasileira de Física (SBF) e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), a Olimpíada visa despertar o interesse pela  física entre alunos do 9º ano do Ensino Fundamental ao Ensino Médio.

 


Realização


Secretaria da ciência, tecnologia e inovação


Parceiros


Secretaria estadual de educação
FAPEAL